11 de nov de 2010

Agonia

Quando a vida fica muito difícil temos que buscar as tais “válvulas de escape”: alguns bebem, outros fumam ou consomem drogas… e outros, bem menos arrojados, usam as redes sociais para joguinhos como “Mini Fazenda” ou “Colheita Feliz”.

Faz tempo que não escrevo por aqui, mas a evolução da história apenas confirmou o que as provas indicavam: mesmo querendo evoluir, os desenvolvedores da colheita feliz (CF) tem o costume de deixar a desejar. Nem sei quantos bugs já devem ter permitido que jogadores desonestos subissem absurdamente nos níveis, mas tenho certeza de que erros tão revoltantes quanto alguns que relatei continuam ocorrendo.

Na verdade acabei rindo muito com a manifestação publicada ontem por uma senhora acerca de erros com moedas verdes e as sempre altamente questionáveis e confusas promoções dos dementes da Paymentez. Assistam também:

Nesse período onde não publiquei e também quase não joguei, conheci história de pessoas que colocaram até mesmo seus casamentos em risco por conta do tempo que passaram a dedicar a uma colheita virtual, ou seja, de onde não se ganha verdadeiramente nada! Alguns investem até dinheiro de verdade para acessar uma figurinha, nem sempre animada, de alguns poucos pixels e totalmente restrita ao ambiente da internet… ou alguém já levou, por exemplo, um Collie da CF para passear? Ele custa dinheiro, mas não tem afeto por seu proprietário, fora o fato de viver por apenas 720 horas… deprimente, não?

Como tudo o que é ruim pode piorar, os caras  ainda acharam que poderiam inventar outros jogos e lançaram um tal “Segredos do Mar” na ganância de receber ainda mais dinheiro em troca de nada. Não jogo, não sei nem como funciona, mas decidi dar uma forcinha para a reclamante do vídeo acima e vou publicar sua manifestação aqui também:

Estou pensando em publicar algumas novas dicas da mini fazenda (MF) que, por sinal, nunca me incomodou com bugs ou coisas parecidas… ponto para o pessoal da Vostu, que se esforça para sempre lançar novidades DENTRO DO JOGO, por mais bobinhas que essas possam ser.

Tenho necessitado me alienar mais do que nunca… e, como não sei ficar calado, acho que vou acabar publicando por aqui algumas impressões não apenas sobre jogos, mas sobre seriados e outras coisas que passam na minha frente. Só o tempo dirá…

Um abraço!