3 de mar de 2010

Fazendeiro Careca: O Retorno!

Estivemos fora do ar por algumas horas, mas tudo indica que o sacrifício valeu a pena: algumas pequenas mudanças técnicas e estratégicas eram necessárias para se conseguir resgatar um dos mais chatos dos jogadores que já ousou ficar reclamando em um blog… e não pensem que foi fácil, pois não foi!

Finalmente conseguimos melhorar a nitidez da imagem e, para nossa surpresa, descobrimos quem foi fotografado por nossos repórteres virtuais. Aí está o resultado final:fazendeirocarecareturns[1]

Não é apenas mera semelhança: o Fazendeiro Careca reapareceu! Diante das fortes evidências de sua morte, não há quem não se espante com esta imagem de um careca saudável, cercado por seus animais de estimação e com tudo pronto para fazer o maior churrasco.Para saber direitinho o que aconteceu, nada melhor do que falar com o próprio reaparecido.

Fazendeiro Careca, o que aconteceu contigo?

Ah… eu estava ficando muito triste e decepcionado com o trabalho porco realizado pelos idealizadores da CF e pelos seus testas de ferro, a Paymentez.
Meu objetivo de relaxar… me alienar, estava sendo seriamente prejudicado, pois para mim diversão não precisa andar junto com a ignorância. Burrice é coisa de preguiçoso e manter erros gritantes é prova de má vontade e incompetência.
Apesar da animação inicial, CF acabou se tornando enfadonha e repetitiva, e ficou ainda pior depois que atingi o nível 50.

Mas porque toda essa raiva da CF?

Não é bem raiva, mas o jogo em si é extremamente restritivo: moedas verdes? Só comprando! Terreno para plantar? Só aqueles quadradinhos organizados da mesma forma para todos… Fora o fato de que tem que ficar o tempo todo alimentando bicho, colhendo ovo, colhendo leite.
Pior ainda é aquela roubalheira toda, o tempo todo!!
São vários fatores negativos para poder fazer valer a pena a única coisa que me fez bem: a interação com outras pessoas.

Então… se gostava tanto da interação, porque decidiu matar o personagem?

Na verdade só parei mesmo por umas duas semanas, mas a Dona da Fazenda não deixava o assunto morrer, porque ela pegou a minha idéia original da “festa da fruta” e aperfeiçoou… é claro que tomou o maior prejuízo (em moedas amarelas) por causa disso, mas também foi por causa disso que mantivemos o contato com algumas pessoas maravilhosas que só viemos a conhecer por causa do jogo e do blog.
Aí eu resolvi começar a testar outros jogos, outras formas de manter os contatos e me divertir… até que cheguei na Mini Fazenda.

Mas o que há de bom nesta Mini Fazenda?

Ah… muita coisa! Em primeiro lugar a liberdade de organizar as plantações da forma que o jogador quiser… para quem sai de uma CF chega a ser desconcertante: ficamos ali, restritos a idéia de querer fazer só 6 quadradinhos…
Outra coisa que choca é que neste jogo não há roubo! Isso acaba tornando este jogo bem mais positivo para qualquer um, pois o único objetivo da Mini Fazenda (doravante MF) é ajudar aos outros e toda a interação é benigna: você pode adubar a colheita dos vizinhos ganhando pontos de experiência e dinheiro por isso, você pode enviar um presente por dia para cada vizinho sem ter que pagar por isso… é um outro nível de relacionamento!

Mas fazendo isso… você não está “virando a casaca”?

Olha, eu aprendi que por mais que eu goste de uma coisa, principalmente estes joguinhos on-line, na verdade ali está sendo mantida uma relação entre fornecedores e clientes.
Eu sei muito bem que a MF não passa de uma adaptação para o português da Farmville, do Facebook, mas o pessoal da vostu está fazendo isso com uma competência e dedicação muito maiores que o povo da paymentez com a Happy Harvest. Ontem mesmo já lançaram mais novidades na MF e corrigiram alguns erros.

Erros? Como assim?

Sei muito bem que todo software é passível de erros, mas o bom desenvolvedor tem que estar atento e ser hábil para repará-los no menor tempo possível.
Ainda não tive tempo para saber se houveram bugs na MF tão ridículos quanto os da CF, mas tudo indica que as coisas fluem bem melhor na MF, mesmo havendo uma possibilidade quase infinita de customização por parte dos usuários!

Você falou muito dessa tal “customização”… porque?

Porque eu vejo o quão míope eu estava achando aqueles quadradinhos da CF bonitos a ponto de querer destacar fazendas que, no fundo, eram todas fabricadas dentro de uma forma… praticamente tudo igual: vaca no mesmo lugar, frango no mesmo lugar… já na MF não! Você ganha um terreno vazio e coloca o que quiser e onde quiser! Não está restrito ao que a empresa força você a “criar”… nesse ponto eu me revolto novamente, pois se você restringe a liberdade de criação do usuário, teoricamente deveria ser mais fácil administrar as exceções, mas não é isso que víamos ocorrer na CF…

É verdade, vejo que está bastante entusiasmado na sua Mini Fazenda… tem alguma dica para quem quiser começar a jogar?

Sim! Primeiro é bom que criem cinco quadrados para cada vizinho que adicionarem, pois além de estar ajudando a si próprio, estará permitindo que o vizinho tenha garantidos os seus pontos de fertilização alheia.
Depois vem a ótima notícia de que se ganha uma “moeda verde” (que na MF se chama “minigrana”) a cada vez que subimos de nível, ou seja, eles são menos gananciosos que o povo da paymentez e, com isso, dão melhores possibilidades de jogo a qualquer um!
Também recomendo que prestem atenção em suas plantações, pois ao contrários dos vegetais “plásticos” da CF, na MF a produção agrícola estraga depois de algum tempo sem colher… ninguém rouba, mas resseca e apodrece se não for lá colher!
No início eu senti falta de ir até o depósito para vender, mas na MF isso ocorre de modo automático: é só colher que a grana (ou “miniouro”) já entra na conta.

Mas se está tão feliz assim com a MF, porque não abandonou de vez a CF?

Porque me esforcei muito por lá, porque me sinto bem sendo uma espécie de “papai noel” da CF (afinal, fui eu quem inventou a “festa da fruta”), porque, no fundo, tenho a curiosidade de acompanhar o desenvolvimento do jogo e saber se eles serão capazes de lançar novidades que sejam interessantes para o crescimento do jogo (e não promoções paralelas) tanto em desafio quanto em customização.
Fui dar uma olhada em CFR e parece que eles são capazes de fazer algo melhor do que é atualmente a CF, mas como todos esses jogos, por mais sucesso que estejam fazendo, não passam de “softwares beta”, quero me distrair acompanhando sua evolução.

Bem, muito obrigado e seja bem vindo de volta ao” mundo dos vivos”! Algum recado final?

Sim! Pretendo reativar alguns planos dos quais havia esmorecido e convido a todos que quiserem ser meus vizinhos na MF a me adicionar. O endereço de minha Mini Fazenda é:
http://fazendeirocareca.mf.vostu.com
Muito em breve espero colocar a cabeça para funcionar e voltar a entrevistar jogadores, publicar uma revista virtual com as fazendas mais bonitas… é tudo uma questão de tempo.
Estou também jogando Farmville, mas não de forma tão dedicada, aliás, após uma longa reunião com a "diretoria", decidimos mudar até o título do blog para algo que representasse melhor o que estamos fazendo: a Carina está uma verdadeira profissional em CF e acho que deve haver alguma forma de se aproveitar isso… aliás, ela vira profissional em tudo que começa a fazer, só que em MF eu estou, por enquanto, na frente e vou fazer de tudo para manter minha “liderança”… aqui em casa é a maior competitividade!

Postar um comentário