30 de jan de 2010

O Fenômeno Colheita Feliz

10000 Sei reconhecer uma anomalia quando me deparo com ela e, sem dúvida, esse “joguinho” é uma, pois 10.000 acessos num blog com apenas uma semana de vida, sem veiculação de propaganda alguma… isso é impressionante!

Comecei de brincadeira e continuo sem maiores pretensões, porém reconheço e reafirmo que CF pode ser utilizada como referência nas mais diversas áreas: da administração, passando pela matemática e alcançando até mesmo a psicologia e a sociologia.app_hf_logo

Diante do franco processo de inclusão digital que acontece no Brasil, podemos encontrar nessa “massa” de jogadores os mais diversos tipos de perfil: daquele que acessa de uma LAN House ao que gasta R$ 300,00 por mês com moedas verdes. Todos plantando sementes digitais e se relacionando virtualmente.
É lastimável que o termo “roubo” esteja sendo o centro de toda essa atividade: sou incentivador de que tal termo seja substituído o mais rápido possível pelo termo “coleta”, pois tenho certeza de que será algo bem menos nocivo ao amadurecimento das crianças que atualmente se divertem com essa atividade.
Onde está escrito “tantos objetos roubados”, não seria melhor aparecer “tantos objetos coletados”? E, daí por diante… estaríamos evitando que boa parte de toda uma geração passasse a achar o verbo “roubar” como algo comum, vantajoso, praticável, divertido.

A empresa detentora dos direitos de CF no Brasil, a paymentez, parece que não estava pronta para um sucesso tão retumbante e nós, os usuários, vivemos sofrendo com as mais diversas e bastante freqüentes falhas do servidor onde ocorrem as operações do jogo.
O “jeitinho” brasileiro pode ser visto até mesmo quando a empresa tenta inovar: desde ontem foram alteradas algumas características de vários objetos do jogo, no intuito de customizá-lo para o carnaval, porém os sprites utilizados neste processo são muito mais caricaturais que os originais apresentados anteriormente e um detalhe gritante que surgiu foram as (horríveis) sombras acinzentadas nas plantas: o modelo anterior era feito em matizes de marrom escuro e, provavelmente com algum grau de transparência, se adaptava ao desenho marrom claro do solo.animatizes
A pequena animação ao lado ilustra claramente o que é dito neste parágrafo: a sombra das plantas da fileira superior é alterada enquanto as outras se mantêm.

Com a utilização destas caricaturas tão rústicas, somos levados a crer que a empresa está, praticamente, declarando que não acredita no poder de observação de seu público e, muito menos, na necessidade de que seus serviços tenham a famosa “excelência de qualidade”: o excesso de informações que dificulta a identificação de pestes e pragas e o visual poluído não foram levados em consideração na hora da mudança.confuso e poluído
A paymentez deve apostar que quem gastou dinheiro para adquirir moedas verdes ou que esteja em um nível mais avançado não vai querer protestar excluindo o aplicativo, obrigando a todos que engulam qualquer porcaria daqui para frente, SEM PROTESTAR!
Afinal, isto é só um joguinho casual… qualquer coisa serve!

Ainda nas questões sobre qualidade, temos provas de que as traduções que aparecem no decorrer do jogo de forma alguma primam pela correção: parecem ter sido feitas de maneira desatenta e apressada, permitindo erros grotescos até mesmo na medição de tempo de ação de alguns produtos fundamentais ao desenvolvimento estratégico do jogo.

De qualquer forma existe atualmente um público de mais de um milhão e meio de usuários ávidos por novidades e desafios, capazes de trocar seus reais verdadeiros pelas famosas “moedas verdes” e, sem dúvida, fazer o brasileiro gastar dinheiro com um jogo on-line é um verdadeiro fenômeno!

O futuro de CF é uma incógnita: recentemente foi disponibilizada pela própria paymentez uma versão beta do que deveria ser um aprimoramento deste aplicativo (Colheita Feliz – Recomeço) com algumas modificações e gráficos mais simplificados, porém total a lentidão do sistema e a perspectiva de ter que gastar ainda mais dinheiro real para conseguir outras “moedas verdes” têm sido um empecilho para o crescimento da popularidade dessa versão.
Se formos observar o caminho de diversas outras “febres” eletrônicas e digitais do passado como o Atari, as BBS, os tomagochi (avós da CF!)  e o ICQ, podemos ter praticamente a certeza de que mais cedo ou mais tarde essa moda será substituída por outra. Portanto aqueles que estão pensando em plantar e colher seus próprios pixels, é bom começar rápido, pois a competitividade de alguns jogadores é alta e alcançar os níveis mais elevados exige tempo, capacidade de administração, uma boa rede de contatos e, ocasionalmente, dinheiro real.

Até aqui está bom! Pode mandar pra imprensa!

Como autor de blogs, sei muito bem que isso aqui, com apenas uma semana de existência, não é nada… mas, se um dia chegar a ser, eu devo agradecer muito e em primeiro lugar ao Senhor Deus, que me protege e dá força, saúde e inteligência.
“Segundamente” tenho que agradecer muito à minha querida esposa, a dona da fazenda, que me impediu de excluir o aplicativo por mais de uma vez e que esteve sempre um nível a minha frente até hoje (enquanto ela foi trabalhar eu consegui, com as dicas do Thiago, ultrapassá-la pela primeira vez!).
E agradeço também, é óbvio, a todos aqueles que participaram até agora com sugestões, comentários e boa vontade.

Por outro lado, neste país temos a cultura da depreciação: quando alguém se destaca por realizar qualquer coisa com esforço, dedicação e, principalmente, qualidade, desperta sentimentos malignos em algumas pessoas.
A estes agressores anônimos que se expressam através de comentários ofensivos: por favor, isso aqui não passa de um simples blog sobre um joguinho casual e nem merece sua atenção… voltem a chafurdar no lamaçal de suas ignorâncias e preconceitos que será a melhor coisa que farão!

Aos bons, um abraço!

Postar um comentário